Publicado em RPG

Wizards of the Coast anuncia Nova Versão de D&D!

A Wizards of the Coast anunciou hoje que esta desenvolvendo uma nova versão de D&D, uma hora e meia depois do New York Times revelar detalhes sobre os próximos passos da subsidiária da Hasbro e sua equipe de designers, após pouco mais de 3 anos do lançamento da polêmica e questionada 4ª edição, lançada em 2008.

Naturalmente existem bons motivos para este anúncio, entre eles a guerra de edições que eclodiu conforme a mecânica da 4ª edição era explorada e divulgada ao público, mantendo a aversão dos mais tradicionalistas. A ascensão de Pathfinder da Paizo Publishing, com seu 3,75 baseado na edição anterior de D&D, aproveitando-se da OGL (licença que ao contrário de sua sucessora, a GSL, oferecia mais liberdade a produção de material realizado por terceiros). E, obviamente, após tantos transtornos gerados e acumulados em tão pouco tempo, a queda progressiva de vendas do jogo, talvez consequência da popularização dos jogos eletrônicos e tecnologia que atraí com maior facilidade os jovens, tornando-se também um forte rival do mercado de RPG em geral.

O D&D perdeu força, perdeu fãs, ganhou rivais e nesta altura do campeonato restava apenas mudar de estratégia e torcer por dias melhores. E o início para tais mudanças ocorreram em meados do ano passado, onde creio que tais decisões tenham causado algumas demissões de funcionários, indicações de novos ajustes ao sistema e principalmente o retorno de Monte Cook à WotC para substituir Mike Mearls na coluna Legends & Lore, atuando na área de Pesquisa e Desenvolvimento do Jogo, o que gerou constantes boatos sobre a produção da 5ª edição de D&D que percorriam sites e blogs especializados, além das especulações de jogadores em fóruns e redes sociais. Mike Mearls cedeu espaço em sua coluna para um dos desenvolvedores da edição anterior de D&D, e despediu-se afirmando estar comprometido a concentrar seus esforços rumo ao futuro do jogo, um meio-anúncio de uma nova edição, eu diria.

Dias atrás, ainda no fim de ano, o site The Escapist finalizou um série de três excelentes artigos explorando o passado, o presente e o futuro de D&D, neste último, mais importante para este assunto, Mearls constatou a atual falta de fé dos designers na essência do RPG, admitindo também que poderia ter ido longe demais na criação de um jogo perfeitamente equilibrado (ceticismo à parte, todos nós sabemos que não é bem assim), na ousada tentativa de agradar jogadores com uma imaginação mais limitada, construindo uma edição que poderia ter punido os mais criativos e isso colaborou diretamente para que a comunidade tenha se fragmentado, jogando jogos diferentes e buscando opções de diversão além do D&D.

Durante essa nova versão, a WotC e Mearls, desejando atrair novamente a fidelidade, emoção e força de sua comunidade, divulgaram a intenção de promover playtests abertos buscando o feedback, cooperação e envolvimento dos jogadores, tal como a Paizo tem realizado com seus fãs, lançando mais tarde através de seu site material para análise e discussão.

O blog do Fale RPG, do Aaraon Thomas, traduziu ambos os artigos com perfeição, vale a leitura:

Os Jogadores Rolam os Dados pelo Remake de D&D

5ª? Anúncio da Wizards

16 comentários em “Wizards of the Coast anuncia Nova Versão de D&D!

  1. Se for um bom rpg eu até topo investir, mas é nessas horas que dou graças a Deus por nenhum dos meus sistemas favoritos dependerem mais de D&D.
    E estou muito curioso para saber o que a Devir irá fazer a respeito.

      1. Vai deixar tudo de lado e cagar na cabeça de todos nós como sempre… Mas enfim boas novas e que a nova edição seja melhor! Pq a última deixou a desejar…

  2. Confeço que estou um pouco triste com essa notícia, mas que venha a próxima edição.

    Espero que dessa vez não tratem o equilíbrio como premissa. D&D não tem que ser equilibrado, antes da 4ed ele nunca foi. O que não pode é o mago ser melhor na espada que o guerreiro.

    Ah e independente do design adotado espero que o Warlord tenha o seu lugar na nova edição.

  3. os jogadores podem não ver, mas a 4e ajuda MUITO o mestre. torna o jogo muito mais dinamico em regras e permite que o mestre se concentre em criar um cenario com mais roleplay, ao contrario do que os jogadores saudosistas gostam de adimitir.

  4. Não acho que vão abandonar o equilíbrio no D&D. Se eles conseguirem chegar aonde estão planejando, o D&D 5 vai ter possibilidade para apelar para qualquer jogador de qualquer versão de D&D, inclusive a 4ª.

    Os grandes avanços da 4ª que ninguém questionou dificilmente serão abandonados sem um bom motivo.

    Como uma edição “caixa de ferramentas”, que cada grupo pode customizar para seu gosto próprio, é certo que uma opção para criação rápida e eficiente de encontros, como na 4ª edição, certamente existirá.

  5. Amigos, pelo que observei como assinante do insider há mais de três anos, até pelas colunas do Monte Cook, que o o que ele pretendem fazer é o seguinte: D&D modular. Ou seja, você jogar o D&D da forma que você desejar, utlizando-se desde as regras da 1ª edição até as regras da 4ª edição. É como se cada grupo de RPG escolhe-se as partes das regras e montassem seu jogo de D&D, que seria único e oficial, pra isso a quinta edição daria as ferramentas para que a coisa fique fácil de fazer. Exemplo, qual seria a mecânica da magia? da 3ª ou da 4ª edição? que raça? sistema de montagem de personagens? Pontos de atributo? perícias, talentos, enfim, tudo. Você personalizaria o seu jogo com seu grupo. Parece um pouco trabalhoso, porém, dependendo do escritor e da maneira de ensinar isso ao mestre e ao grupo, não seria tão difícil de fazer. Vejo como algo semelhante ao próprio GURPS, porém, bem mais hard core, pois você não teria apenas algumas possibilidades de customização, mas todo o D&D seria customizável e, o melhor de tudo, OFICIAL!
    Isso acabaria de uma vez por todas com GUERRA DE EDIÇÕES.
    Seu grupo gosta da 3ª edição o D&D 5 ª edição de dá ferramentas para utilizar tudo o que vc quiser dela. Gosta da 4ª edição, como eu, continue assim. Ou seja, seria o D&D definitivo.
    Acho bacana a idéia, apoiarei, e comprarei com certeza.
    Porém, será uma imensa responsabilidade fazer isso funcionar, ocorre que do outro lado estará um cara que é fera: Monte Cook. Duvida que irá funcionar?

  6. Rapaz, pelo que li a respeito, haverá uma grande integração com TODAS as versões já lançadas de D&D ( do AD&D a 4ª Edição). Pelo menos parece que será a tentativa deles.

    Se for verdade, será uma das mais inteligentes jogadas editoriais já realizadas, pois dará suporta a todos que jogam Dungeons and Dragons, independente do sistema.

    SE seguirem esta sistemática, deverão lançar algo como um Compendium de regras e darão muito mais ênfase ao fluff nos livros.

    Lembrem-se, estas informações são preliminares e fornecidas ainda antes que qualquer teste do jogo, portanto ainda meras conjecturas.

  7. Opa! Sempre gosto de novas edições.

    E esta trás grandes promessas.

    Para mim a quarta edição trouxe quase tudo o que prometeu, só não trouxe o interesse dos meus amigos =(

    Mas a quinta pode dar uma reanimada e tirar todos do Pathfinder…….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s