Desperte a sua Força de Mestre

Muitos narradores tem dificuldade em manter o grupo de jogo organizado e disposto a tentativa de jogar o mesmo jogo, às vezes uma integrante quer se divertir de uma forma, enquanto outro quer jogar algo diferente, e essa falta de coordenação é uma causa comum para a frustração geral.

Many of the truths that we cling to depend on our point of view…

Em teoria, isso não deveria ser um problema, embora muitos jogos publicados tenham regras para cobrir vários estilos, às vezes exclusivas do sistema, oferecem poucos ou nenhum conselho sobre como organizar isso em uma mesa de jogo.

Por exemplo, haverá jogadores com um perfil mais agitado, bem-humorado, e eles gostam de simplesmente imaginar seus personagens fazendo o caos, enquanto há alguns jogos que fazem isso bem (Fiasco, Paranóia e etc), a grande maioria não adota este gênero.

Se isso acontecer, o narrador precisará pausar o jogo para ter um verdadeiro debate de imediato, porque se alguns membros do grupo não querem jogar o mesmo jogo, tudo bem, mas não há nenhuma razão para mentir ou interromper o jogo que outros jogadores querem ter. A melhor solução é a honestidade entre o grupo.

Patience you must have my young Padawan…

Também é importante perceber que o mestre provavelmente encontrará jogos com um conjunto de regras que os jogadores acharão mais divertidas. A regra número um para estimular a diversão é dar maior atenção e espaço para aquilo que deixam os jogadores mais animados, e geralmente ignorar as coisas que os jogadores acham chato.

Se há algo que os jogadores querem fazer, e o narrador sente que irá transformar-se em rolagens de dados sem sentido, especialmente quando o resultado já é conhecido, apenas diga sim, principalmente quando a sessão de jogo terá um curto prazo de duração.

star_wars__tcg___self_preservation_by_anthonyfoti-d6765xf

Improvise e Deixe Fluir, Sinta a Força

In a dark place we find ourselves, and a little more knowledge lights our way …

Há duas técnicas para obter melhores resultados com o grupo de jogo. Primeiramente, quando o narrador estiver improvisando, ao invés de preparar uma série de eventos e encontros, planejar uma “fonte causadora de problemas”, ou seja um conjunto de problemas ou situações que os personagens dos jogadores terão de solucionar para, em seguida, a fonte tornar-se o objetivo final. Talvez os jogadores sequer notem que os seus personagens estarão trabalhando a favor da história do mestre, que pode aproveitar este momento perfeito para encaixá-los na sucessão de eventos da trama.

Em segundo lugar, prestar mais atenção no que o grupo de jogadores acham interessante, animado, ou promove uma maior comunicação e interação no jogo, fazendo eles realmente se esforçarem para obter sucesso. A melhor alternativa que o narrador poderá usar para estimular os jogadores é ignorar o que não é divertido e se concentrar no que é divertido, notando quais são os tipos de problemas e desafios que eles acham mais atraentes.

Aprendendo com outros Mestres

Always pass on what you have learned…

Jogar outros jogos, com outros jogadores e mestres, observando como eles reagem em seus jogos. Como opção, o narrador poderá ir para uma loja de jogos ou local de encontros de sua região para conhecer novos jogadores e mestres, não é somente diversão, mas para ganhar experiência com as informações obtidas.

Ler artigos, livros e similares, não será uma experiência tão satisfatória quanto testemunhar outros narradores atuando, aprender através da observação, porque em uma mesa de jogos os resultados são imediatamente visíveis, e o efeito é muito mais poderoso.

O fato de um mestre reconhecer os seus pontos negativos, suas desvantagens como narrador, ainda é uma vantagem ao seu favor. Afinal, mesmo quando o mestre cometer alguns erros, o mais importante é evitar ignorá-los e fechar os olhos para eles, reconhecendo onde é preciso melhorar. Conhecer a si mesmo, uma análise pessoal de suas capacidades, examinando o que você escreve e como apresenta aos jogadores.

Analisar cada situação, tentando identificar os erros e o que você poderia ter feito diferente para melhorar o seu jogo. Aliás, conversar com os jogadores, pedindo opniões sobre a aventura, o que poderia ter sido melhor, o que foi incrível. Muitos narradores acreditam que não precisam aprender nada de novo e não tem necessidade de aperfeiçoar suas habilidades de mestrar, especialmente tratando-se de mestres mais experientes.

between_the_shadows_box_art_by_wraithdt-d7ngnba

Aprendendo com os Jogadores

A Jedi uses the Force for knowledge and defense, never for attack…

As habilidades sociais de um mestre vão influenciar o quão bem ele interage com seu grupo, sendo mais flexível, capaz de prever o que vai acontecer e para qual destino a aventura está indo.

Quando o narrador está planejando, é aconselhável questionar o que os jogadores são propensos a fazer, e o que ele poderia fazer de diferente para alcançar os seus objetivos em uma determinada história.

Jogadores são imprevisíveis, às vezes arruinando suas histórias, rebelando-se contra quaisquer restrições e alguns ainda terão uma imagem mental diferente do cenário apresentado. Aliás, uma forma de combater isso é fazer uma lista mental ou anotações do que você, como narrador, deseja alcançar no jogo.

Anotar ganchos, personagens e cenas importantes, o que você pode pensar. Se você precisar de seus jogadores, há muitas maneiras de colocar eles em situações que você quer, fazendo parecer natural. E exemplos bem sucedidos de sessões passadas podem ser extremamente úteis para elaborar novas técnicas em uma história.

Deixar os jogadores narrar um pouco pode parecer um pouco estranho de início, mas pode funcionar de verdade, principalmente quando o narrador tem problemas para descrever ou narrar uma cena.

Ofereça aos jogadores um pouco mais de controle sobre o ambiente, isso poderá minimizar momentos de falta de imersão no jogo. Enquanto o mestre se concentra em manter as cenas envolventes, na sua história, os jogadores, por sua vez, vão tentar aumentar sua própria imersão e diversão, se concentrando em interpretar seus personagens.

Todo narrador deve se divertir, mas seu trabalho é garantir que os jogadores estejam se divertindo também. E não se preocupe com o enredo, as regras, ou qualquer outra coisa, se o grupo de jogadores estão se divertindo, envolvidos e animados com a história, então você está fazendo um bom trabalho.

May the Force be with you …

evading_the_bats_by_jakemurray

Se você curtiu as dicas acima, compartilhe este texto com o seus amigos RPGistas nas redes sociais e tenha um grupo de jogo cada vez melhor. Aproveite também para curtir a fanpage do blog e ficar por dentro das novidades: AdrenalinaRPG – Compartilhe o seu vício conosco!

Veja também:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s